CEARÁ PERDE UM DOS LÍDERES DA AGROPECUÁRIA

Faleceu nesta manhã de domingo, 21, no Hospital São Mateus, em Fortaleza, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, Flavio Viriato de Saboya Neto, vitima da COVID- 19, ele estava internado há 15 dias.

Dr. Flávio Viriato de Saboya Neto, nasceu no dia 9 de agosto de 1943, engenheiro agrônomo, oriundo dos quadros da Secretaria de Agricultura do Estado onde foi Diretor, ingressou na FAEC como vice-presidente, foi Superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural SENAR- CE, durante 11 anos, e desde 2011 presidia a Federação.

 Foi Presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE-CE (2017-2019) e presidente da Associação de Gado Jessey e da Associação de Criadores do Ceará. Representou também a CNA junto ao Conselho de Desenvolvimento do Nordeste junto à SUDENE. Deixa a esposa, Maria Inês Barreira Saboya, com quem era casado há 50 anos e os filhos: Erik, Henrique, Sabrina e Renata e sete netos.

Grande defensor da agropecuária cearense, Flávio Saboya, tem uma história de dedicação ao setor produtivo de forma incisiva e sempre muito responsável, respeitando o papel de cada instância.

Entre as ações que se destacam em sua terceira gestão no Sistema FAEC/SENAR estão a constante renegociação de dívidas dos produtores rurais, a ampliação e sustentabilidade dos sindicatos rurais, a implantação do Programa AGRINHO, do Programa Forrageiras para o Semiárido e Biomas Caatinga, em parceria com a CN implantou também quatro Polos da Rede ETeC e a Faculdade CNA.

 Ano passado coordenou juntamente com o ex- presidente José Ramos Torres de Melo Filho e a jornalista Silvana Frota a elaboração de um livro sobre os 25 anos do Agropacto- Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense,  que não chegou a ser lançado em respeito as medidas de contenção da Covid-19. Perguntado sobre o futuro do Agropacto, respondeu: “O futuro do Agropacto será de crescimento, respeito e da contínua defesa do agronegócio cearense”.

Prova de seu prestigio e amizade no setor produtivo, a família do Dr Flávio Saboya  e o Sistema FAEC- SENAR  receberam notas  de pesar da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil- CNA e de todas as Federações  de Agricultura do Brasil, todos lamentando sua  perda  considerada irreparável no Ceará, manifestações de pesar do Governo do Estado, via Secretaria de Desenvolvimento Econômico- SEDET, Fiec, Fecomércio, Facic, Sebrae,  Associação dos Engenheiros Agrônomos, Associação dos Criadores do Ceará , Associação Cearense de  Suinocultores ,  ex- prefeito de Fortaleza- Roberto Cláudio, diversos presidentes de Sindicatos Rurais e produtores se manifestaram pelas redes sociais lamentando  solidariedade à família, e ao Sistema   FAEC- SENAR.