Dia de Campo reúne produtores rurais interessados por inovações à bovinocultura leiteira, em Mauriti

À esquerda, o apicultor Alexandre Vasquez, buscará implantar na sua propriedade inovações debatidas durante o Dia de Campo, na Chácara Santa Fé

Os produtores rurais de Mauriti receberam um Dia de Campo, na Chácara Santa Fé, promovido pelo Sistema Faec/Senar/Sinrural, para uma troca de experiência sobre a fertilização do solo e pastagens, nutrição animal e bovinocultura leiteira, bem-estar animal, energia solar e a importância da equinocultura para a propriedade rural que culminou com uma oficina de rédeas.

O apicultor de Mauriti, Alexandre Vasquez, que também possui algumas cabeças de gado, aproveitou o Dia de Campo para aprender algumas inovações e disse que está ansioso para implementar na sua propriedade.

“Mauriti é a maior bacia leiteira do Cariri e o Sistema Faec/Senar/Sinrural pode e deve contribuir ainda mais com o desenvolvimento da atividade aqui no Município”, destaca o presidente do Sindicato Rural, José Artálio Leite Barroso.

Para o presidente do Sistema Faec/Senar, Rodrigo Diógenes, é uma oportunidade para repassar aos produtores rurais as tecnologias e as mais recentes inovações para o setor com instrutores qualificados, proporcionando um dia de imersão ao conhecimento. 

Palestras

O professor José Soares destacou a importância do solo. Segundo ele, é a base para qualquer cultura que deseja implantar. “Uma vez que não cuida direito do solo, não há como produzir alimento. O solo é o reflexo da planta que você cultiva,” pontua o engenheiro agrônomo de formação, com mestrado em Manejo de Solo e Água e doutorado em Solos e Nutrição de Plantas.

Para o professor José Soares o solo é o reflexo da planta que você cultiva.

Ele explica que para ter uma boa produção, o primeiro passo é realizar uma  uma análise de solo para que um técnico promova uma interpretação e, se necessário, fazer a correção e depois a adubação de base para suprir a necessidade de potássio, sódio, fósforo e de micro nutrientes. “Tem que pensar nisso para ter um solo fértil,” destaca.

Para ter sucesso na bovinocultura leiteira, Abigailton Carlos Albuquerque orienta que é necessário estar atento à nutrição animal. “É preciso fazer um levantamento nutricional para produzir, para se desenvolver e reproduzir. A maior preocupação é fazer o cálculo nutricional em cima da necessidade da gado para que tenhamos sucesso na nossa atividade, sem contar o conforto para o animal e assim sucessivamente,” ressalta.

O técnico em agropecuária Alecson Reis reforça que o bem-estar animal é uma preocupação fundamental. “É muito importante oferecer condições favoráveis aos animais para que ele possa expressar ao máximo a sua capacidade de produção que ele tem a oferecer dentro da propriedade rural”, afirma.

Para isso, segundo Reis, é preciso oferecer instalações, alimentação, climatização adequada das instalações para que os animais consigam se aproximar da sua condição natural. “Tudo isso impacta positivamente a produção agropecuária”, garante.