PROGRAMA AGRINHO VAI FOMENTAR O COOPERATIVISMO NA ZONA RURAL DO CEARÁ

Fomentar o cooperativismo  como alternativa de melhoria das relações entre produtor e consumidor no campo, estimular os alunos a levantarem a bandeira do associativismo no  meio rural, onde essa atividade ainda é  pouco  explorada, são alguns dos objetivos do Programa Agrinho deste ano, que vai atuar em 46 municípios, discutindo com alunos do ensino fundamental e professores as bases do Cooperativismo.

Com esta finalidade o SISTEMA FAEC / SENAR- CE realizou hoje,2 de abril, o lançamento Programa Agrinho no Ceará, com o  I Encontro dos Coordenadores Municipais, de 46 cidades. O evento contou com a participação do Presidente da FAEC, Flavio Saboya, do Superintendente e da Diretora Técnica  do SENAR-Ce, respectivamente Sérgio Oliveira da Silva e Ana Kelly Claudio, da Coordenadora do programa Agrinho, Germana Moreira e ainda, do Presidente do Sistema SESCOOP/OCB- CE, João Nicedio Nogueira e da Técnica em Promoção Social da OCB, Marilúcia Nobre. O tema deste ano será: ” Agrinho no Cooperativismo”.

O superintendente do SENAR- CE, Sérgio Oliveira da Silva, disse que o Ceará é o primeiro estado do Brasil a introduzir o tema Cooperativismo na programação do Agrinho. “Temos certeza que o tema será referência para todo o país, sendo uma forma de associativismo referência nos países desenvolvidos  e nos estados do sul do Brasil.”,  disse.

Para o Presidente da FAEC, Flávio Saboya, o momento é de grande importância para o Ceará, pois dois órgãos do Sistema ” S” deram as mãos a um tema muito importante, sendo uma das  saídas para o fortalecimento do cooperativismo na agropecuária.  Segundo dados do Sistema SESCOOP/ OCB, existem no Ceará, 104 Cooperativas, das quais 25 estão voltadas para a agropecuária. Flávio Saboya sugeriu criar nas escolas participantes do Programa Agrinho, um modelo de cooperativa virtual, de acordo com as necessidades dos produtores locais, iniciativa que foi aplaudida por todos.

O Presidente do Sistema SESCOOP/OCEB- CE, João Nicédio Nogueira destacou a importância do cooperativismo no meio rural, e do engajamento dos alunos e professores do ensino fundamental no tema. No momento em que a criança começar a incorporar o modelo de associativismo, os seus pais vão mudar e os produtores também, disse ele. Para Nicedio Nogueira, o cooperativismo é uma das alternativas de buscar um futuro diferenciado, tanto no meio urbano como rural. Ele citou que no Ceará a maioria das cooperativas são da área de saúde e que a única saída para o pequeno produtor é o cooperativismo, dando como exemplo uma cooperativa de produtores do Estado do Paraná, que faturou ano passado 14 bilhões de reais, exportando soja para o Japão e com 28 mil produtores associados.

A Diretora Técnica do SENAR Kelly Claudio  que foi coordenadora do Agrinho durante 15 anos,  ressalta  a importância do tema deste ano, lembrando que o programa completa 17 anos em 2009,  já tendo beneficiado mais de 2 milhões e quinhentos mil alunos na zona rural. O SENAR tem dado uma grande contribuição aos jovens levando de forma lúcida temas da mais alta importância para a formação de uma nova mentalidade rural, isso para nós é motivo de muito orgulho e comprometimento não só da nossa equipe, como dos professores, coordenadores e  gestores municipais , disse Kelly .

O I encontro dos Coordenadores  Municipais do Programa Agrinho contou com a participação de consultoras pedagógicas, como a professora Maria José Campos, que apresentou para os coordenadores a história do Cooperativismo, frisando como a temática deverá ser aplicada no programa Agrinho. A professora destacou ainda os métodos de ensino aos alunos participante, que deverá se concentrar em estimular o aluno a ser um explorador, saindo a zona de conforto e do sistema de decoração e estimulando seus pensamentos e criatividade.

A consultora pedagogia Ilana Maciel, foi a responsável pela elaboração das duas cartilhas, e o guia do professor e, para ela, ter o cooperativismo como tema do Agrinho foi a realização de um sonho. “O tema tem tudo a ver com educação. A educação trabalha a nossa essência e o cooperativismo em sua essência trabalha resgatando princípios, valores e conceitos, sendo propulsora de revolução. Isso nos deixa muito feliz pois trabalhamos com o que há de melhor.”

OPINIÃO DOS COORDENADORES MUNICIPAIS

Para Marcia Pinheiro, coordenadora do município de Jaguaribe, o tema do Agrinho desse ano serve para fortalecer a ideia de cooperação no município. Segundo ela, “O Agrinho fortalece nossos valores nas comunidades da zona rural e, com a temática do Cooperativismo, abraçamos o projeto por ver nele a possibilidade de estimular no aluno a vontade de melhorar o lugar onde vivemos.”

Participando do programa pelo segundo ano consecutivo, o município de Piquet Carneiro tem como coordenadora Expedita espera que no ano de 2019, outras premiações sejam conquistadas pelo município. Piquet Carneiro conquistou no Agrinho de 2018 o prêmio de redação, conquistado pelo aluna do 6° ano Ana Beatriz Vieira Silva.

O município de Umirim, participando pela primeira vez do Agrinho neste ano de 2019 após convite do secretário de educação do município, tem como coordenadora Sandra Giffony e espera, com ajuda do Agrinho, fazer com que Umirim cresça mais e mais.