Sócio Honorário: José Ramos Torres de Melo Filho

José Ramos Torres de Melo Filho, nasceu em Fortaleza no período da revolução de 30. Ingressou no Exército na Escola Preparatória de Fortaleza, transferindo-se para a Academia Militar das Agulhas Negras, onde foi declarado aspirante a oficial do Exército. Serviu no Sétimo Batalhão de Engenharia de Combate, em Campina Grande, Paraíba, onde se casou com Maria Acácia Figueiredo. Na carreira militar exerceu vários cargos. Em 1963 graduou-se em Engenharia Civil e Militar no Instituto Militar de Engenharia. Atuou ainda no serviço público tendo sido presidente da Companhia de Habitação do Ceará e da Companhia de Habitação de Fortaleza. Foi também presidente da Companhia de Desenvolvimento de Roraima

Desde jovem, José Ramos Torres de Melo  acompanhou o trabalho de assistência a pessoas idosas e carentes promovidos pelo seu pai. Ao lado do pai, ele visitava o Asilo de Mendicidade, tendo assumido sua direção pela primeira vez em 1972. Na época, a entidade decidiu se dedicar exclusivamente ao amparo do idoso e, depois, a entidade passou a denominar-se Lar Torres de Melo. Em 2011, ele voltou a dirigir a instituição, pretendendo transformá-la em um grande centro de referência de atendimento ao idoso. Na presidência do Lar Torres de Melo, ele administra os 220 residentes e mais 100 idosos do Projeto Convivência, que passam duas tardes na instituição, com vista à integração entre idosos externos e internos. Eles recebem assistência de profissionais e de estudantes, através de convênio com a Universidade de Fortaleza – Unifor.

Conciliou durante muitos anos  a atividade filantrópica com a empresarial, tendo se estabelecido no setor da construção civil, cerâmica, imobiliária e rural. Foi presidente do Sindicato de Cal e Gesso, Olaria, Ladrilho, Hidráulicos e Produtos Cerâmicos do Ceará.

Foi  presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, durante 21 anos, entidade a qual se dedicou com todo vigor, sempre na defesa intransigente do produtor rural. Praticamente foi o responsável pela fundação dos Sindicatos Rurais em vários municípios cearenses.  Durante sua profícua gestão  na FAEC, Torres de Melo criou ao lado de um grupo de empresários o Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense- AGROPACTO , com a finalidade de debater temas de interesse da agropecuária cearense, trazendo personalidades importantes do meio para apresentar seus projetos, incluindo governadores, secretários estaduais,deputados federais e estaduais, dirigentes de órgãos e instituições,  abrindo novas possibilidades de apoio aos produtores. Entre os temas que abraçou com muita ênfase destacam-se a renegociação das dívidas rurais e da diminuição da taxa de energia elétrica para o produtor rural.  Foi na gestão de Torres de Melo que a FAEC  criou  em 1986,  o Seminário Nordestino de Pecuária- PECNORDESTE, que vem sendo realizado há 23 anos,  também com a finalidade de debater temas de interesse do agronegócio em várias cadeias produtivas e também capacitar os produtores rurais.

Em 2014, ainda como Presidente da FAEC, recebeu o Troféu Sereia de Ouro, do Sistema Verdes Mares de Comunicação e depois, a Medalha Boticário Ferreira,  da Câmara Municipal de Fortaleza.

A partir de 2009, assumiu a nível nacional, a função de vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil durante três anos e presidente da Câmara Temática de Logística do Ministério da Agricultura e Pecuária do Brasil.

Merece registro ainda, em sua gestão a criação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural-SENAR-CE, em 1993, já  com 26 anos de atuação, e com uma larga folha de serviços prestada  na capacitação dos produtores rurais Para sua implantação, Torres de Melo  realizou   um trabalho intenso visando o levantamento das demandas dos produtores rurais e  a levar instrutores para oferecer cursos  aos produtores. Na qualidade de Presidente do Conselho de Administração do SENAR, Torres de Melo deixou também sua marca, implantando com o apoio do SENAR do Paraná, o Programa Agrinho, um programa que  leva informação sobre temas de interesse do campo para alunos de escolas públicas da zona rural. O Programa já atendeu a mais de 2 milhões e 500 mil alunos.

Atualmente, José Ramos Torres de Melo é o presidente  de honra do Lar Torres de Melo e do Conselho Municipal do Idoso, mas continua sendo, o eterno defensor do produtor rural cearense.